Quantas vezes você já se pegou pensando sobre qual o sentido da vida? E a relação que você tem com o seu trabalho hoje, faz algum sentido? Ao parar para pensar sobre essas e outras questões, geralmente sentimos uma inquietação. Não é raro ouvir histórias de pessoas que resolveram mudar tudo em busca de propósito. Deixaram casa, trabalho, país e foram buscar algo que muitas vezes já está em nós mesmos, mas por algum motivo na correria da vida fica difícil de encontrar. Qual será a influência do propósito na sua vida?

Quando se está feliz com aquilo que faz, você se torna fonte de alegria e prosperidade e influencia positivamente o mundo à sua volta. É um misto de paz de espírito e estado de presença quando você começa a ter uma noção que está no caminho e mais: que essa escolha foi feita de forma consciente.

O propósito poderá mudar algumas vezes ao longo dessa caminhada. Será uma jornada de descobertas, emoção, dúvida, e até mesmo uma série de decepções. Você vai descobrir que não, não é tão belo assim trabalhar por um propósito. Que terão diversas ideias a serem desconstruídas. As pessoas vão lhe questionar. Você vai ver até mesmo algumas empresas achando o máximo usar o propósito como estratégia de marketing, afinal é lindo dizer que tem um. Mas na real, como se encontrar com sua missão?

Primeiro: o que é propósito?

Existem várias definições para nos ajudar a compreender o significado da palavra propósito, mas o propósito só faz a diferença mesmo a partir do que ele representa na vida de alguém. O conceito de ter um propósito na vida é algo discutido antes mesmo dos tempos da Grécia Antiga. Já a visão contemporânea que temos sobre a palavra surgiu a partir do relato de Viktor Frankl, físico judeu que sobreviveu aos campos nazistas, inclusive Auschwitz, e escreveu sua história no livro “Em busca de Sentido”. Segundo ele, foi essa noção de ter um propósito na vida que o ajudou a sobreviver.

Diante dos desafios, dores e injustiças que vivenciamos todos os dias no mundo, não é difícil compreender porque tanto tem se falado sobre essa necessidade de estarmos envolvidos em algo maior do que nós para que a vida faça sentido. Esse inclusive é outro conceito importante abordado pelo guru espiritual e líder humanitário Prem Baba. Segundo ele, é através de nossos dons e talentos que se revela o nosso propósito. Ao colocá-los a serviço da humanidade a vida passa a ter um sentido maior.

Para se encontrar com a nossa missão, o Prem Baba também nos convida a relembrar quais eram nossos sonhos de infância. Quantas vezes ouvimos que tem alguma coisa errada ou fantasiosa demais com nossas ideias de criança? Quanto de nossa criatividade ficou adormecida naquele tempo? E a espontaneidade, tão bonita e motivo de risadas gostosas nessa fase da vida, quantas pessoas conseguiram manter na vida adulta?

Durante toda a vida aprendemos a nos enquadrar em um padrão. Ser diferente na escola era algo apenas para os mais corajosos. Hoje em dia, se a criança é mais quieta, tem depressão. Mais agitada, é TDAH. Se tem dificuldade de aprender toma Ritalina. Ideias incríveis são vistas como mirabolantes. E assim criamos adultos doentes e sem criatividade, que precisam sempre de um remédio para se curar de algo que nunca se cura. O que será que precisamos fazer para agradar a todos mesmo?

A influência do propósito na felicidade

Não é por acaso que pessoas e empresas tem se tornado cada vez mais preocupadas em descobrir o que propósito significa. Até os mais céticos têm se esforçado para buscar respostas ao se conectar de forma mais profunda consigo e com a natureza. O período sabático tem sido um caminho para se afastar do ritmo absurdo que nos acostumamos a viver no trabalho e olhar para dentro de si. Aproximarmos-nos de nossa essência para relembrar o que, de fato, fará nossa vida ter mais significado. Quais são as recompensas ao parar e nos dar esse momento?

Quantas vezes você se preocupou em saborear uma fruta? Preparar sua própria comida ouvindo uma música? Ir a uma feira e conversar com as pessoas que produziram aquele alimento? E ligar pra um amigo? Fazer um exercício físico com prazer, passar uma tarde inteira ouvindo seus avós ou brincando com seus filhos?

Hoje em dia nós temos uma série de distrações que nos afastam dessa atenção plena no momento presente. Reclamamos o tempo todo de falta de tempo, mas o que estamos fazendo com o tempo que nós temos? Quão valioso seria aproveitar e ter mais cuidado com as pessoas que apreciamos ter ao nosso lado? Será que isso tem a ver com o nosso propósito?

Existe um novo campo da psicologia que se chama Psicologia Positiva e tem mostrado que ao invés de estudar a dor e a doença, um bom caminho pode ser estudar o que faz as pessoas viverem melhor, casamentos durarem e o que traz bem-estar para nossas vidas. Esses estudos têm demonstrado que a felicidade está desde sempre diretamente relacionada ao servir, que por sua vez tanto tem a ver com propósito. Será que há uma lição para nós aqui?

Sentimentos como compaixão e empatia contribuem para a felicidade genuína e perpassam a competitividade que parece mover o mundo, principalmente nos negócios. Essa pode ser uma chave importante para compreender a influência do propósito e a sensibilidade para saber o que nos move e traz mais sentido para nossas ações.

Uma coisa de cada vez e a gente chega lá

Quando a gente começa a viajar, conhecer outras culturas, vivenciar faltas que não temos e excessos que não precisamos, nos fazemos constantemente a seguinte pergunta: queremos coisas ou experiências? Se aquele trabalho cheio de propósito “não dá dinheiro”, o que eu devo fazer da minha vida? Quando você pára e pensa sobre qual a razão de estar aqui, o que você sente? Vontade de transformar alguma coisa no mundo, fazer alguém feliz, ou simplesmente juntar dinheiro e ter coisas?

Você não é o único que está se sentindo meio perdido ao chegar até aqui. Descobrir qual o seu propósito não quer dizer que não haverá mais dificuldades em sua vida. São diversos ciclos. Trouxemos aqui algumas dicas para ajudá-lo a começar a desvendar esse caminho para trazer a influência do propósito para a sua vida.

Autoconhecimento

Tudo começa em você. Dedicar tempo e esforço para se conhecer e descobrir seus medos, traumas, dificuldades, pontos fortes e fracos vai ajudá-lo a formar uma base em busca de algumas respostas. Esse é um processo que muitas vezes não é possível realizar sozinho. Hoje em dia existe uma série de leituras, terapias alternativas e experiências que auxiliam. Uma viagem também pode contribuir com artefatos para esse encontro consigo mesmo.

A prática do silêncio, meditação e yoga tem transformado a vida de pessoas que se inquietaram com essa sensação de estarem perdidas e foram em busca da transformação que ficava logo ao lado da zona de conforto.

Seu corpo

É impossível estar bem quando nosso corpo não está. Hoje em dia tem muita gente que quer ter um corpo bonito e faz verdadeiras loucuras para isso. Dá pra perceber que é algo muito mais para mostrar, do que relacionado ao “ser” mesmo. Mas o que é realmente ter um corpo saudável? O que você precisa conhecer e descobrir no seu corpo para estar se sentindo disposto e à vontade para exercer o seu propósito?

Alimentação funcional, consciente e equilibrada vai além de um corpo aparentemente bonito. Abrir mão de alimentos tóxicos pro seu corpo, conhecer o que te faz bem ou não e fazer isso de forma constante vai ajudá-lo.

Suas relações

“O que a gente leva dessa vida é a vida que a gente leva”. Essa frase já poderia dizer tudo. Como estão suas relações? Diversas pesquisas têm comprovado o quanto sentimentos como mágoa, orgulho, inveja, ciúme são ruins para nosso bem-estar. Relacionar-nos de forma leal e saudável com as pessoas é algo que pode nos ajudar a estarmos mais próximos de nosso propósito e até mesmo contar com o apoio dessas pessoas para exercer nossa missão.

Repare relações, seja atencioso com as pessoas que você ama e cultive amizades verdadeiras que tragam ainda mais significado para sua vida.

Sua casa

A nossa casa deve ser o melhor lugar do mundo para estar. Seja ela com nossos pais, com um(a) companheiro(a) que você decidiu compartilhar a vida, seja um quarto de hotel (caso você seja um viajante). Não importa onde você está, mas a energia que você cultiva nesse lugar deve representar aquilo que você busca.

Leveza, limpeza, organização e cuidado são formas de trazer pra nossa casa um ambiente acolhedor, onde a gente se sinta bem e possa se sentir ainda mais encorajado a exercer nosso propósito de forma plena.

Seu trabalho

O que é afinal um trabalho com propósito? Nosso salário é fruto do tempo que dedicamos a uma atividade. Muitas vezes, principalmente em um país como o nosso que enfrenta tantas dificuldades econômicas, não podemos escolher qual será o nosso trabalho. Apenas precisamos ter um. Mas o que você pode fazer para transformar essa realidade? Porque algumas pessoas parecem ter tanta sorte nessa escolha? O que te diferencia? O que em você lhe faz acreditar ou não na sua capacidade de colocar seus talentos a serviço de algo que faça a diferença no mundo, nem que seja ao menos no seu mundo?

Descubra sua missão e encaixe ela em sua vida profissional. Não aceite menos, seja justo e cobre da empresa que você trabalha, da cidade onde mora, que haja transparência e benefícios para toda a sociedade. Quanto maior a influência do propósito no mercado de trabalho, mais consciência também. E o resultado é uma vida com mais sentido, leveza e felicidade.

E aí? Você acha que faz sentido tudo isso que trouxemos até aqui? Quer saber mais sobre a influência do propósito, mas acha que não pode fazer isso sozinho? Curta nossas páginas no Instagram e Facebook e fique por dentro deste e de outros assuntos, além de conhecer nossos programas que estão acontecendo em Recife e várias cidades do Brasil.